Publicado em 2020-09-10 12:54:00

Araraquara registra alta no saldo da balança comercial em agosto

Resultado anual, porém, revela menor atuação do município no mercado externo na comparação com 2019


O saldo da balança comercial de Araraquara, apurado pela diferença entre as exportações e importações de bens, registrou superávit de US$ 34,63 milhões em agosto. De acordo com o levantamento realizado pelo Núcleo de Economia do Sincomercio Araraquara, com base nos dados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), o resultado é 19,74% maior que o registrado em julho (US$ 28,92 milhões). Na comparação interanual, houve redução de 9,66% no saldo da balança araraquarense, com queda de US$ 3,7 milhões ante os US$ 38,34 milhões movimentados em agosto de 2019.

A melhora no saldo mensal foi derivada do aumento nas exportações do município, que encerrou agosto totalizando US$ 36,72 milhões – resultado 13,25% maior em relação aos US$ 32,42 milhões do mês anterior, mas 27,54% menor que o registrado em agosto de 2019 (US$ 50,68 milhões). Já as importações apresentaram queda nas comparações mensal e interanual: em julho de 2020, as importações totalizaram US$ 3,5 milhões (-40,37% ou US$ 1,4 milhões) e, em agosto de 2019, o município havia importado US$ 12,34 milhões (-83,08% ou US$ 10,25 milhões).

Resultados da Balança Comercial em Araraquara - Em US$ Milhões

Fonte: Secex/Mdic. Elaboração: Sincomercio Araraquara

No acumulado do ano, as exportações de Araraquara totalizaram US$ 324,59 milhões – variação de -6,3% em relação ao mesmo período do ano anterior – e as importações, US$ 31,12 milhões – queda de 32,5% na mesma comparação. Durante os oito primeiros meses de 2020, o saldo da balança comercial apresentou superávit de US$ 293,46 milhões, enquanto que no mesmo período de 2019 o resultado havia sido de US$ 300,2 milhões.

Para Marcelo Cossalter, pesquisador do Núcleo de Economia do Sincomercio, a conjuntura atual de crise econômica reduz a demanda nacional por bens estrangeiros, o que debilita as importações. Outro fator que incentiva o menor consumo de bens estrangeiros é a desvalorização do real frente ao dólar. “A taxa de câmbio constitui variável importante para o resultado da balança comercial, uma vez que a valorização do real frente ao dólar torna mais barato a compra de itens estrangeiros, ao passo que sua desvalorização, como a atual, significa o encarecimento de produtos advindos do exterior. ”

Evolução da taxa de câmbio (R$/US$) e das importações em Araraquara – jan/ago 2020

Fonte: Banco Central do Brasil/Secex/Mdic. Elaboração: Sincomercio Araraquara