Publicado em 2019-04-03 12:31:33

Preço da cesta básica volta a subir pelo sétimo mês consecutivo em Araraquara

No acumulado dos últimos 12 meses a alta chegou a 13,37%

 

A cesta básica araraquarense apresentou o sétimo aumento consecutivo no mês de março. De acordo com levantamento feito pelo Núcleo de Economia do Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara (Sincomercio), em nove supermercados da cidade, a alta foi de 2,04% em relação a fevereiro de 2019, enquanto no acumulado dos últimos 12 meses a variação chegou a 13,37%.

Na comparação mensal, a categoria de alimentos registrou elevação de 2,88% enquanto os produtos de limpeza doméstica e higiene pessoal apresentaram queda nos preços, variando –1,05% e –2,82%, respectivamente.

Variação percentual dos preços dos produtos – Fevereiro/Março

Fonte/Elaboração: Sincomercio

A pesquisa do Núcleo de Economia revela ainda que o encarecimento dos produtos agrícolas está relacionado à queda na produtividade da última safra, ocasionando a diminuição na oferta de gêneros como o feijão, o alho, a batata e a cebola. Já a elevação no preço dos ovos brancos tem relação com o crescimento da demanda durante o período de Quaresma, que por outro lado também explica um dos motivos para a diminuição da demanda por carne bovina, salsicha, linguiça fresca entre outros.

O acréscimo observado no preço do feijão registrou a quarta alta consecutiva no mês de março, alcançando uma variação acumulada de 133,23% desde dezembro de 2018. A expectativa para os próximos meses é de estabilização nos preços da leguminosa com a chegada da segunda safra. No entanto, a baixa produtividade durante a primeira colheita deverá manter os preços em níveis mais altos durante todo o ano.

Em contrapartida, as quedas de preços registradas em março, apesar de mais discretas, atingiram uma quantidade considerável de produtos. Dos 31 itens pesquisados, 18 estão mais baratos. Dentro do grupo de alimentos, destacam-se as reduções no preço do açúcar (-8,82%), da salsicha (-8,41%), do extrato de tomate (-7,3%) e da carne de primeira (-4,5%). Já para as categorias de higiene pessoal e limpeza doméstica, a retração de preços atingiu 8 dos 9 produtos analisados, com destaque para o creme dental (-7,45%), o papel higiênico (-4,6%) e o desodorante spray (-1,7%).

Variação percentual do valor total da cesta – Acumulado de 12 meses

Fonte/Elaboração: Sincomercio

 

Metodologia - A Pesquisa da Cesta Básica é uma parceria do Sincomercio Araraquara e do Núcleo de extensão em Conjuntura e Estudos Econômicos, do Departamento de Economia da UNESP/FCLAR. É realizada semanalmente em nove supermercados de Araraquara, analisando as variações de preços de 31 produtos de Alimentação, Higiene Pessoal e Limpeza Doméstica.