Publicado em 2018-08-09 14:32:01

Comerciantes de Araraquara esperam aumento de 6% nas vendas de Dia dos Pais

A projeção é em relação ao ano passado; ações publicitárias e promocionais são as apostas dos lojistas para atrair o consumidor

 De acordo com levantamento realizado pelo Núcleo de Economia do Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara (Sincomercio), os lojistas da cidade esperam um aumento de até 6% nas vendas para o Dia dos Pais em relação ao ano passado. A pesquisa revelou ainda que 75% dos comerciantes entrevistados irão realizar alguma ação específica para atrair consumidores e alavancar as vendas, como, por exemplo, apostar campanhas publicitárias e promocionais.

Délis Magalhães, economista do Sincomercio, explica que o Dia dos Pais promete movimentar segmentos mais específicos do varejo, principalmente as lojas de vestuário e calçados. “Esses estabelecimentos vêm apresentando uma forte queda no faturamento e no emprego em 2018, se comparado ao último ano, e a compra de presentes promete trazer ganhos essenciais na melhora desse resultado”, diz. A economista completa que outros segmentos também serão beneficiados, como as perfumarias e lojas de eletrônicos.    

 Apesar da expectativa positiva, o mês de agosto também é marcado pelo final das férias escolares, período no qual muitas famílias gastaram com turismo e atividades para os filhos. Dessa forma, o orçamento para o presente do Dia dos Pais acaba ficando restrito – na maioria das vezes – a itens de menor valor. “O consumidor tem apresentado uma intenção de compra reduzida, aliada há uma queda da confiança na economia nessa época que precede as eleições” revela Délis.

 Diante desse cenário, a orientação da economista para os lojistas é uma readequação de estoques para evitar o acréscimo de mercadorias paradas e o investimento em ações como forma de atrair o cliente por meio de algum diferencial. “O consumidor está muito atento às promoções e descontos oferecidos, preços, qualidade do produto e do atendimento prestado para decidir em qual estabelecimento será realizada a compra. Portanto, é essencial que os empresários também estejam preparados para recebê-lo” afirma.

  As contratações temporárias não prometem bons resultados. A maior parte dos lojistas irá apostar no quadro de funcionários já existente.