Publicado em 2018-03-28 18:13:03

Araraquara registra aumento de postos de trabalho

 Pelo segundo mês consecutivo, município apresenta aumento no saldo de vagas

 Em passos ainda lentos, Araraquara registrou aumento de 20 postos de trabalho em fevereiro. O resultado representa um total de 2.137 admissões, contra 2.117 demissões, de acordo com dados do cadastro geral de empregados e desempregados (CAGED), apurados pelo núcleo de economia do Sindicato Comércio Varejista de Araraquara (Sincomercio).  

 Para Délis Magalhães, economista do Sincomercio, o número contraria a expectativa de avanço das contratações para a Páscoa . “Devido ao pouco movimento no comércio, os empresários têm optado por realizar novas contratações mais perto das datas comemorativas para conseguir suprir a demanda, o que não gerou o aumento expressivo de admissões em fevereiro como se esperava”, explica.

GRÁFICO 1 – Variação do Número de Postos de Trabalho em fevereiro de 2018

Fonte: Elaboração Sincomércio, com base em dados do CAGED.

 No período, a indústria e o setor de serviços apresentaram os melhores resultados.  A proximidade com a Páscoa movimentou os pedidos da indústria, criando a necessidade de uma mão de obra extra, principalmente temporária. O setor de serviços também apresentou uma recuperação em relação aos dados de 2017.

  Por outro lado, o setor comercial aparece como destaque negativo, com a perda de 75 vagas. O início do ano, especialmente o primeiro trimestre, costuma ser um momento pouco promissor para o comércio. A mudança no perfil do cliente, que está mais consciente com o pagamento das dívidas e evitando o consumo excessivo, também tem relação com o movimento mais baixo no segmento.

  Na comparação entre os meses de fevereiro de 2017 e 2018, o período atual não apresentou melhoras nos postos de emprego. O único setor que apontou um pequeno aumento foi o comercial, que perdeu menos vagas em comparação ao ano passado.

GRÁFICO 2 – Variação da Movimentação de Mão de Obra Anual

 

    O comércio varejista de Araraquara também não teve um resultado positivo em fevereiro e registrou o fechamento de 61 postos de trabalho, principalmente o segmento de vestuário, tecidos e calçados, que acumulou a perda de 146 vagas em 2018.