Publicado em 2018-02-27 20:13:54

Comércio exterior de Araraquara registra alta de 232,9% em janeiro

Pesquisa mostra que a cidade vem acompanhando os resultados positivos alcançados nacionalmente na balança comercial

Comércio exterior tem projeções otimistas para 2018. Segundo dados do Núcleo de Economia do Sindicato do Comercio Varejista de Araraquara (Sincomercio),o saldo da balança comercial em janeiro apresentou alta de 232,9% em relação a igual período de 2017. O resultado positivo foi motivado principalmente pelo aumento de 104,7% das exportações, que vem como alternativa ao movimento lento do mercado interno.

O saldo total das operações também apresentou crescimento, com alta de 19,5% no comparativo entre os meses de dezembro de 2017 e janeiro de 2018. Délis Magalhães, economista do Sincomercio, ressalta que o município acumula dois meses consecutivos de crescimento. “É uma ótima notícia, pois mostra que Araraquara vem acompanhando os bons resultados alcançados nacionalmente, contribuindo com os superávits recordes do comércio exterior”, explica Délis.

Variação Mensal (Dez - Jan) - em Milhões de Dólares

Fonte: Secex/Midic. Elaboração: Sincomercio

Em suma, a balança comercial teve resultado positivo de R$ 260,5 milhões nos últimos três meses. Os saldos foram de R$ 72,13 milhões emnovembro; de R$ 85,83 milhões em dezembro, e, de R$ 102,53 milhões em janeiro, com crescimento de 21,8% no valor das exportações.

Exportação versus importação

Com o período de final de safra, os bens básicos vêm perdendo representatividade em termos monetários. Ainda assim, em relação à quantidade, estão entre os mais exportados. Já os produtos manufaturados e industrializados vêm ganhando espaço, indicando uma especialização do comércio local para produtos intensivos em tecnologia, e com valores de comercialização mais altos.

“Apesar do aumento da produção dessa categoria, a demanda pelos mesmos ainda é maior do que a oferta interna, explicando o aumento de 67% observado na pauta importadora do município entre Janeiro e Dezembro.”, explica Délis.

 Principais produtos e parceiros comerciais

 Os Países Baixos e Estados Unidos continuam sendo os principais destinos das exportações do município, seguidos pelo Japão. As importações têm sua origem principalmente dos Estados Unidos, Coréia do Sul e Itália.

Os produtos mais exportados são os sumos de frutas, óleos essenciais e materiais vegetais. No caso das importações, os itens: álcool etílico;partes de veículos para vias férreas e, teares para fabricar malhasfiguram entre os principais.