Publicado em 2018-01-05 18:39:32

Consumidor Araraquarense inicia o ano otimista

Perspectiva positiva reflete no Índice de Confiança do Consumidor que atinge alta de 8,6% em janeiro, maior nível desde o início da pesquisa

 O Índice de Confiança do Consumidor araraquarense (ICC) registrou alta de 8,6%, passando de 102 pontos em dezembro para 110,8 pontos em janeiro. Trata-se do melhor saldo, desde o início da pesquisa, em abril de 2017. A ferramenta do Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara (Sincomercio) avalia o comportamento da população diante das situações econômicas e políticas. Durante a coleta de dados, realizada nas últimas semanas de dezembro, foram entrevistadas cerca de 650 pessoas. Os resultados são segmentados por nível de renda, gênero e idade.

 Segundo Délis Magalhães, economista do Sincomercio, este é o quarto mês consecutivo que o ICC continua acima da linha de 100 pontos. O índice varia de 0 a 200 pontos, sendo que a partir dos 100 é identificado otimismo entre os consumidores e abaixo dos 100 significa pessimismo.

 ICC - Comparação Dezembro/Janeiro

 A variação positiva foi impulsionada principalmente pelo IEC (Índice de Expectativas Futuras), que após dois meses de queda, apresentou uma retomada e aumento de 11,4% frente ao mês anterior. “O vislumbre de um novo ano influencia diretamente no otimismo do consumidor. Mesmo assim, a projeção para 2018 é de muitas oscilações no IEC devido às eleições políticas que geram incerteza e falta de segurança nos consumidores em relação ao futuro do país”, afirma a economista do Sincomercio.

 O Índice de Condições Econômicas Atuais (ICEA) também apresentou crescimento, com alta de 3,1% em relação ao mês anterior. O recebimento do décimo terceiro salário em dezembro tem influência direta no resultado, uma vez que passa a sensação de aumento de poder aquisitivo. “Quando o consumidor pensa em realizar a aquisição de um bem, ele leva em consideração a sua renda disponível no momento e também suas perspectivas de renda no futuro”, avalia Délis.

 

Índice/Segmentações

Homens

Mulheres

Menos de 10 SM

Mais de 10 SM

Total (Janeiro)

1. Índice de Condições Econômicas Atuais

96,8

78,5

81,2

114,5

87,2

2. Índice de Expectativa do Consumidor

130,3

123,1

125,4

131,7

126,5

Índice de Confiança do Consumidor (ICC)

116,9

105,3

107,7

124,8

110,8

 

Metodologia

 O ICC é apurado mensalmente pelo Sincomercio e recebe o nome do mês da divulgação, ou seja, o ICC coletado em dezembro e divulgado em janeiro é denominado ICC janeiro e assim sucessivamente.

 Sua composição, além do índice geral, apresenta-se em: Índice das Condições Econômicas Atuais (ICEA) e Índice das Expectativas do Consumidor (IEC). Os dados da pesquisa servem como um balizador para decisões de investimento e para formação de estoques por parte dos varejistas, bem como para outros tipos de investimento das empresas.

 A metodologia do ICC foi desenvolvida pela FecomercioSP com base no Consumer Confidence Index, índice norte-americano que surgiu em 1950 na Universidade de Michigan (EUA). No início da década de 1990, a equipe econômica da FecomercioSP adaptou a metodologia à realidade brasileira.